terça-feira, 8 de dezembro de 2009


GOVERNADOR DA BAHIA AMEAÇA POLICIAIS MILITARES


Governador da Bahia coloca o pé na parede e afirma: se os policiais militares aderirem ao Movimento Polícia Legal serão presos e demitidos da corporação

A Policia Militar do Estado da Bahia está ameaçando voltar a realizar o Movimento Policia Legal, pelo fato do Governador da Bahia Jaques Wagner (PT - BA) não ter cumprido com suas promessas. Já os militares alegam que cumpriram com a deles que foi voltar ao serviço acreditando na seriedade do Governo da Bahia, mas foram decepcionados mais uma vez.

O Governador Jaques Wagner está declarando guerra contra a Polícia Militar do Estado da Bahia. Pois o mesmo não cumpriu com o acordo firmado com policiais militares que estão tão somente em busca de melhores salários, o que é um direito de todos.

O Governador decidiu semana passada que, aquele policial militar que aderir ao Movimento Polícia Legal, será excluído da corporação, pois estão descumprindo o Estatuto da Polícia Militar.

Jaques Wagner disse ainda que é uma palhaçada, até porque um policial militar na Bahia, trabalha um dia e folga dois e ainda quer ganhar semelhante aos que trabalham todos os dias.

Ressaltou o Goverandor, que no seu governo quem trabalha bem ganha bem, mas quem não quer trabalhar não pode receber gordos salários. Desabafou se referindo aos policiais militares do Estado da Bahia.

"O Presidente da APPM da Bahia, Sargento Pinto, concorda com a decisão do Governador Jaques Wagner, pois para ele existem policiais que não honram a farda da PM e são preguiçosos, e acrescenta, policiais militares que aderem a paralizações injustamente merecem ser excluídos da corporação pois estão prejudicando a sociedade".

Vale ressaltar quer o sargento Pinto, Presidente da APPM, é visto atualmente pelos militares como um traídor da categoria que recebeu benefícios do Governador através do deputado Capitão Tadeu, para atrapalhar o Movimento polícia Legal.

Fonte: http://correiodoestadobahia.blogspot.com/

Um comentário:

Paula disse...

Mais uma vez se tem certeza que nao se pode acreditar na seriedade do Governo da Bahia. Os policiais militares acreditaram e agora estao sendo ameacados. Voltamos a era da ditadura? Quem desobedece o Sr. Wagner é preso??